O que é a doença autoimune psoríase? Sintomas, tipos, tratamento

O que é a doença autoimune psoríase? Sintomas, tipos, tratamento

O que é a doença autoimune psoríase? Sintomas, tipos, tratamento
5 (100%) 1 voto[s]

O que é psoríase? A psoríase é uma doença autoimune que atinge a pele humana. Ela é uma doença crônica, que não tem cura e não é contagiosa. É considerada uma doença comum pois atinge entre 1% e 5% da população mundial. Consiste em ferimentos na pele. As causas são desconhecidas, porém a hereditariedade e a predisposição genética são fatores que contribuem para o surgimento e desenvolvimento dessa doença, além de outras possíveis causas. O indivíduo que tem psoríase precisa cuidar da saúde para evitar as complicações e os sintomas. Portanto, saiba sobre os sintomas da psoríase, os tipos da doença, como é feito o diagnóstico e o tratamento.

Hereditariedade e infecções bacterianas são possíveis causas

Essa doença atinge homens e mulheres de todas as faixas etárias. Ela é mais comum em indivíduos de pele clara. Ocorre em maior frequência em famílias cujos genes estão associados à psoríase, também ocorre com frequência em pessoas com o vírus HIV que estão com o sistema imunológico fragilizado. A psoríase pode ser causada por estresse, interrupção de tratamento com corticóides, infecções bacterianas ou virais, clima frio, tabagismo, excesso de consumo de álcool e obesidade.

Manchas vermelhas escamosas pelo corpo são os sinais de psoríase

Os sintomas associados à psoríase podem ser confundidos com alergia. Na pele doente surgem manchas vermelhas escamosas, unhas esfareladas, inchaço e dores nas articulações. Ocorre um elevado crescimento das células cutâneas. As manchas são formadas por células mortas da pele que não foram eliminadas pelo organismo. Elas podem atingir diversas partes do corpo. Os sintomas costumam surgir e desaparecer e com frequência. O paciente também pode sentir dores, coceira e queimação .

Os diversos tipos de psoríase

Existem vários tipos de psoríase: a psoríase em placa ou vulgar, é o tipo mais comum, pode atingir todas as partes do corpo e em casos mais graves provoca rachaduras e sangramento na pele próxima às articulações;  a psoríase ungueal, ocorre nas unhas com transformações e deslocamento delas; a psoríase do couro cabeludo, ela se assemelha à caspa; a psoríase gutata, geralmente ocorre por infecções bacterianas, nesse tipo a escama é mais fina, ela atinge mais crianças e indivíduos até 30 anos; a psoríase invertida, essa atinge áreas úmidas do corpo, por exemplo os genitais e as axilas, ela tende a se agravar em pessoas obesos ou que suam muito; a psoríase pustulosa, essa se caracteriza por bolhas ou bolhas com pus; a psoríase eritodérmica é a menos comum, pode ocorrer em consequência de queimaduras, uso de corticóides ou a partir de outra psoríase não controlada;  a psoríase artropática, além dos sintomas de cor, esse tipo causa forte dores na articulação do indivíduo; a psoríase palmo-plantar ocorre nas palmas das mãos e nas solas dos pés. O tipo da psoríase determinará qual o tratamento adequado para o paciente.

O aspecto das escamas e das placas e a localização doença fazem parte do diagnóstico

O médico dermatologista é o responsável por fazer esse diagnóstico. Ele observa a localização e o aspecto da doença para determinar o tipo, em algumas situações ele pode pedir biópsia da pele, e pode fazer análises microscópicas para descartar a possibilidade de câncer ou outros distúrbios.

O tratamento com medicamentos e puvaterapia

Os tratamentos atuais permitem ao paciente viver sem as manchas no corpo. Se a doença é considerada leve, a exposição diária ao sol no período até 10h ou após 16h (com protetor solar e outras proteções, por exemplo chapéu, e em um período entre 10m e 40m), a hidratação da pele ( a pele não deve ser esfoliada, os banhos são rápidos e frios com sabonete neutro), pomadas (por exemplo, psorex pomada e psorex creme, ou para o couro cabeludo psorex solução capilar) e medicamentos, por exemplo ciclosporina, micofenolato, metotrexato e acitretina fazem parte do tratamento. Isso costuma ser o suficiente para eliminar os sintomas da doença de gravidade leve.

Já a doença considerada moderada, além das medidas adotadas no tratamento para doença leve, acrescenta-se a exposição aos raios violetas ou ultravioletas em uma câmara de luz. Esse tratamento é conhecido como puvaterapia ou PUVA.

Nos casos graves, o tratamento de medicamentos pode ser via oral ou injetável. Os cremes e pomadas aplicados diariamente e tratamento biológico também fazem parte do tratamento. O médico determina o melhor tratamento conforme a individualidade de cada paciente, pois as reações dos pacientes ao tratamento costumam variar.

Observa-se que a exposição ao sol faz bem ao tratamento dessa doença. Por isso, em algumas regiões mais frias, a psoríase pode ser mais comum e o tratamento com luz pode ter que ser realizado em consultório.

O emocional do paciente também deve ser tratado. Os pacientes com psoríase tendem a se isolar socialmente, pois podem sentir receio de exibir em público as partes afetadas do corpo. O isolamento social não é bom, e a consequente depressão causa maior enfraquecimento do organismo. Por isso, o apoio familiar e psicológico é fundamental como etapa do tratamento.

Uma alimentação saudável é importante para qualquer pessoas, principalmente aquelas que se tratam de alguma doença. Quem tem psoríase não é diferente, deve cuidar da alimentação. Por exemplo, trazem benefícios para a saúde a água de coco e o ômega 3. Por isso, se você tem psoríase, coma alimentos saudáveis e utilize suplementos alimentares. Não se esqueça de praticar atividades físicas.

O tabagismo é um fator que potencializa todas as doenças. Ele também influencia na psoríase. Portanto, se você for fumante, pare de fumar.

Algumas complicações podem ocorrer quando o tratamento não é feito de forma adequada. Por exemplo, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, doença de Parkison e doença de Crohn estão mais propensas a se desenvolver em pessoas com psoríase. Por isso, consulte o médico e siga corretamente o tratamento.

Você aprendeu sobre a doença Psoríase

A psoríase é uma doença autoimune que atinge a pele humana. O tratamento adequado permite controlar a doença e dar qualidade de vida ao paciente. Portanto, não deixe de se conscientizar sobre sua saúde e sempre que tiver suspeitas consulte um médico. Compartilhe esse artigo para conscientizar outras pessoas.

referências:

x'